quinta-feira, 27 de agosto de 2009

SER OU NÃO SER

Quem nunca viveu na aldeia, não sabe como é a vida por cá. Com o verão a chegar ao fim, o reboliço das férias, apercebemo-nos que bom é, viver por aqui.
Numa das viagens que fiz neste verão ouvi alguém comentar. Cidade é civilização.
Confesso que fiquei indignada. Apenas a minha boa educação me impediu de responder á letra, pois civilização está em todo o lado, desde que as pessoas sejam civilizadas.
A verdade é que num dos meus momentos de sossego, tive tempo para pensar no infeliz comentário. Sinceramente a tal civilização de que essa dita pessoa falava não me agrada de todo.
O universo é redondo e as pessoas estão aonde se sentem bem, eu não troco o meu sossego por filas de trânsito, arranha-céus ou confusão nos centros comerciais.
Eu ainda sou daquelas, que gosto de conhecer minimamente as pessoas com que me cruzo no meu dia-a-dia. Gosto de dizer bom dia a toda a gente.
Gosto do ar puro e principalmente de”sentir”o silencio.
Neste ambiente temos tempo para tudo, até para de vez em quando dar um pulinho á tal dita civilização. Visitamos museus, monumentos com história, compramos livros e vamos estando a par de tudo.
Ao contrário de alguns ditos civilizados que não tem tempo de O ser.
-------Desculpem o desabafo, mas neste mundo há pessoas que querem ser tão boas, que se esquecem de ser boas pessoas, mesmo vivendo na dita civilização.

1 comentário:

Efigênia Coutinho disse...

-------Desculpem o desabafo, mas neste mundo há pessoas que querem ser tão boas, que se esquecem de ser boas pessoas, mesmo vivendo na dita civilização.

Há muito tempo não lia algo tâo verdadeiro como este seu texto, onde descaco a frase acima, comungo com suas verdades,
Efigênia Coutinho