domingo, 20 de setembro de 2009

Recordações

Às vezes fico chateada comigo, por não conseguir exprimir todo emaranhado de emoções que povoam o meu peito. Momentos que vivo com intensidade, que eu gostava de narrar de uma forma exemplar, para depois os tornar eternos. Sei que não sou capaz. Por isso vou rabiscando qualquer coisa, em versos e prosas e vou guardando histórias na gaveta.
Sabem que eu escrevo sobre tudo aquilo que me lembro. As recordações de infância, da juventude. Historias que eu ouvia e que de vez em quando passo para o papel.
Tenho dias que rebusco as ditas gavetas e encontro coisas escritas que releio com saudade, pois são testemunhos de emoções de fazes da minha vida.
Um destes dias passei por lá e reli com saudade.
A crónica que eu escrevi sobre a vida do meu avô materno e as suas aventuras “assalto” em terras de Espanha a caminho de França.
As tradições da minha aldeia. Os cânticos das ceifeiras, as matanças do porco, o fumeiro, as compotas e o pão caseiro.
As minhas aventuras de juventude. Rádios piratas, teatro, musicas, concertos, discotecas. As minhas amigas de infância e juventude.
Historias da vida que eu guardo.
Mais recente, a emoção que eu senti, ao reler as paginas que eu escrevi sobre a fase mais conturbada da minha vida profissional. O incêndio na fabrica, o choque, as cinzas, o choro e o recomeçar de novo, para depois voltar a partir e deixar para traz toda aquela gente que trago no meu coração ate hoje. Emoções fortes e recentes.
Tanta coisa que eu guardo no meu livro da vida, que de vez em quando gosto de reler.

3 comentários:

Kotta1947 disse...

Recordações. Que sorte ter todas essas lembranças para recordar e sobre elas escrever.Até as más recordações servem para acalmar as nossas dúvidas, fazendo-nos verter lágrimas que nos ajudam a limpar a alma e a desfazer o nó que sentimos no peito.Um bjo amiga

Maria disse...

Olá MARIA, é sempre muito bom recordar, mesmo as recordações menos boas...Todas elas fazem parte de nós, e com elas crescemos e aprendemos.
Chorar tanto de alegria, como de tristeza faz bem ás vezes,ficamos mais leves...

Tenha uma boa semana

:)) Doce carinho

Maria disse...

Olá amiga mais um fim de semana, que ele seja bom.
Seus cães são lindos, eu tenho uma Labradora preta de nome Mona, já é a minha velha companheira e conta com 12 anos de vida, são os nossos melhores amigos.
Passei para lhe dizer obrigado e também você mora em meu coração.
tenha um bom domingo .
:))Doce Carinho
M.M.G.